Simplifica

☀ Espaço físico – Organiza e simplifica o teu quarto

3 de Dezembro, 2019
simplificar-o-quarto

                 O terceiro dia desta série é sobre simplificar e organizar o teu quarto. Decidi que vou só fazer sobre o quarto e o escritório porque são as únicas duas coisas que “são minhas” e posso organizar e fazer como quero. Cozinha, casa de banho, etc, são tudo espaços partilhados, que não são exclusivamente meus e que funcionam de acordo com outras pessoas além de mim. Neste momento da minha vida não me fazia sentido estar a fazer sobre espaços que nem sequer tenho dicas para dar.

Outros Artigos Da Série Simplifica

                 O meu quarto, infelizmente, é o lugar mais propício a ter gente a entrar e a sair, o que me causa desconforto se estiver desarrumado. Eu gosto de ter tudo no seu lugar, especialmente porque arrumar deixa-me relaxada (sim, a minha mãe gosta de mim por causa disso). De qualquer maneira, como são sítios que estão facilmente desorganizados e que podem acumular bastante coisas se não estiver atenta, decidi criar uma lista de ações que faço quase mensalmente, ou então semestralmente, sempre que mudo a roupa para a outra estação, pelo menos.

ROUPA & ACESSÓRIOS.

                 1. Retira a roupa e acessórios dos espaços onde estão isto porque é mais fácil para depois organizar e perceberes o que é para ficar ou não ficar. Não te esqueças da roupa interior, cintos, bolsas, brincos, anéis, pulseiras, colares, calçado, bikinis, etc.

                 2. Pega em cada peça e vê se ela te serve, se gostas dela, se a usaste no último ano, se se adequa ao teu estilo atual de roupa, se é possível combinar com outras peças que tens. O cerne da questão aqui é se a peça deve ficar porque a usas e gostas, ou se fica só porque pensas que um dia vais usar ou porque tem um valor sentimental para ti. Caso não queiras ou não precises mais da peça, mete num monte diferente para doar ou vender.

                3. Separa a roupa e os acessórios que queres manter por categorias. Camisas para um lado, calças para outro, casacos noutro, saias e calções noutro, anéis, pulseiras, malas, etc. Se tiveres roupa que precisa de ajustes como cortar algo ou coser, põe de lado para te lembrares que precisa dessas alterações.

              4. Procura organizar a roupa e acessórios nos lugares corretos. No meu caso, prefiro dobrar as camisolas mais pesadas, as calças, casacos de malha pequenos, t-shirts e calças de desporto, cachecóis, assim como roupa que uso por casa. Dobro verticalmente porque penso que é a melhor forma de conseguir ver o que tenho nas gavetas. Penduro os casacos, camisas, camisolas mais leves, saias e vestidos. Malas grandes estão no armário porque só tenho 2 malas, uma malinha pequenina está pendurada numa porta do armário. Bijuteria está toda organizada e separada através das caixinhas dos chocolates. Podes ter um sistema completamente diferente, para mim desta maneira é como me faz mais sentido.

PRODUTOS & EQUIPAMENTOS DE BELEZA.

                   5. Como a roupa, mete todos os teus itens para fora dos lugares habituais. É a melhor forma de realmente veres tudo aquilo que tens. Isto inclui maquilhagem, produtos para cuidados de cabelo ou pele, vernizes, equipamentos de pele ou cabelo, etc.

                  6. Novamente, vê os artigos que queres manter e responde às seguintes questões: a) usei isto nos últimos 5 meses? b) está estragado ou partido? se sim, dá para reparar? c) traz benefícios para a minha vida? d) tenho mais algum produto com funções similares? Se não usei nos últimos meses, se está partido e não dá para reparar e se não traz benefícios ou já tens algo similar é um redondo adeus. Não precisas disso na tua vida.

                     7. Agora, consegues organizar os que queres manter e tenta arranjar novas formas de os guardares e de os manter por mais tempo. Por exemplo, se és uma pessoa que usa muitos discos desmaquilhantes, procura uma alternativa mais sustentável e duradoura do que aqueles que são descartáveis. Se achas que a tua prancha ou modelador estão a ficar danificados, tenta ter mais cuidado com eles e arranjar solução para isso. Invés de estares a comprar aqueles organizadores todos bonitinhos, podes usar uma caixa de cotonetes ou caixas de presentes para guardar certos produtos. São pequenos truques que te impedem de ter de gastar tempo, trabalho e dinheiro mais tarde.

O QUE FAZER COM OS PRODUTOS QUE NÃO QUERO MAIS?

                 8. Tens 2 opções: vender ou dar. Caso esteja em bom estado e que aches que valha a pena, mete à venda! Há várias aplicações que te permite vender quaisquer produtos, além de roupa ou maquilhagem. Podes também dar se for algo que não aches que valha a pena vender, no sentido que não teriam interesse em comprar por ser algo “banal” que dá para comprar em qualquer sítio. Esses produtos podes até dar a família se eles aceitarem, ou doar a instituições ou meter nos contentores que estão espalhados na rua.

                 Como é óbvio, o meu quarto não está assim 100% estético, nem parece bonitinho como mostram nas fotografias, mas estes passos realmente ajudam a perceber o que quero ter e o que realmente uso de forma a não guardar tanta coisa que talvez outros precisem. Ao fazer tantas vezes estas limpezas, também comecei a ganhar uma consciência do que compro e do que preciso. Não vou estar a comprar um produto que tenho um parecido em casa, se não me faz falta. Vou estar a gastar dinheiro quando o posso usar para comprar algo que realmente precise.

Espero que tenham gostado. Caso tenham mais dicas ou soluções mais simples deixem nos comentários e partilhem nas redes sociais se gostaram da publicação!

Até já,

    Diz o que pensas! ;)

    %d bloggers like this: